Nilson Borges na AMAMS 1

Ao cumprir agenda em Montes Claros, nesta terça-feira (25/8), o subsecretário de Desenvolvimento Integrado e diretor-geral do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene), Nilson Borges, reafirmou a disposição de trabalhar na retomada do Projeto Hidroagrícola Jequitaí, que poderá transformar a realidade socioeconômica da região.

Na Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), Borges participou, no período da manhã, da reunião com o tema Ações Emergenciais da Seca, com a participação de gestores municipais e integrantes da Defesa Civil do Estado e dos municípios.

Na abertura, o governador Romeu Zema passou sua mensagem – por videoconferência – manifestando preocupação com a seca que atinge, principalmente o Norte e o Nordeste de Minas. “Temos feito tudo que está ao nosso alcance e queremos que todas as comunidades tenham acesso à água”, manifestou Zema reforçando o trabalho na pandemia que coloca Minas Gerais como o estado que apresenta a menor taxa de óbitos por covid-19.

Na oportunidade de se dirigir ao público, o diretor-geral do Idene falou de três obras priorizadas com o novo secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, para a região de abrangência do Idene. Citou a pavimentação de Pintópolis – Urucuia; a ponte que liga Pintópolis a São Francisco e o Anel Rodoviário de Montes Claros. “Precisamos falar de desenvolvimento econômico e infraestrutura. Outra prioridade é o Projeto Hidroagrícola Jequitaí, porque é necessário gerar emprego e renda”, afirmou Borges.

Sobre as ações na área da segurança hídrica, ele ressaltou que ainda existem famílias sem acesso à água, mas ressaltou que muito tem sido feito pelo Idene com a perfuração de poços artesianos, instalação de cisternas e doação de caixas d’água na área de abrangência, beneficiando milhares de famílias. O Idene também participa do Projeto Água Doce.

Esclarecimentos sobre a gestão do Projeto Jequitaí, na ACI

No período da tarde desta terça-feira, na Associação Comercial e Industrial de Montes Claros (ACI), o subsecretário e diretor-geral do Idene foi recebido pelo presidente Leonardo Vasconcelos. A União das Entidades compareceu à reunião e manifestou apoio à gestão do Idene e dirimiu todas as dúvidas sobre a nova fase do projeto Jequitaí. O Idene assume as responsabilidades da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) na gestão ambiental, social e fundiária, enquanto a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) é a responsável pelas obras.

Estrutura prevista

O Projeto Hidroagrícola Jequitaí tem o objetivo de beneficiar 630 mil pessoas em 16 municípios. O projeto prevê a construção de duas barragens de concreto para uso múltiplo, como irrigação de 35 mil hectares, geração de energia, abastecimento de municípios, incluindo Montes Claros, e fomento ao turismo e ao lazer. O lago que se formará com o Rio Jequitaí no município do mesmo nome também se estenderá por Francisco Dumont e Claro dos Poções.

Nilson Borges na ACI